''Quando acertamos ninguém se lembra, quando erramos ninguém se esquece''

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

BEM VINDO ao blog CHICLETE de CARNE MOÍDA


Parabéns ao prefeito Rubens Bomtempo, de Petrópolis, no Estado do Rio de Janeiro, que cancelou o carnaval desse ano, transferindo todo o montante de um milhão de reais, que seria gasto em serpentina, fantasias e outros apetrechos; na saúde do município. Serão adquiridos novos leitos e remédios para os hospitais da cidade. A população com certeza conseguirá viver sem carnaval, mas sem dúvida alguma não conseguirá viver sem saúde.

Fonte da Imagem: facebook.com / Fonte da Informação: http://www.campograndenoticias.com.br/brasil-br/16278-prefeito-de-petropolis-rj-cancela-carnaval-de-rua-para-investir-em-saude-publica.html

A MORTE do JANEIRO


Foi o fim, e mais parecia festa de escola de samba vencedora; pois, janeiro acabou. Muita gente espera o fim de janeiro como um evento, afinal, é esse o mês que mais pagamos contas, que mais gastamos e que mais procuramos àquelas moedinhas perdidas pelos cantos da casa, da bolsa, do bolso, do chão, enfim, qualquer coisa que tenha valor no mercado, na panificadora, ou na mercearia está valendo. Janeiro é tempo de voltar das férias, e com isso, voltam também os problemas financeiros e não somente eles, mas também os problemas de um novo ano, o ano que acabou de nascer.
Mas, e para àqueles que não tiveram férias? Que ficaram no mesmo lugar sem arredar o pé na varanda de casa, pois o trabalho não pára, esses também tem problemas em janeiro? No intuito de resolver esse problema fui conversar com meu vizinho, pois ele não viajou, permaneceu em casa todo o tempo esperando o sol nascer a cada dia.
Saí de casa e caminhei lentamente pela calçada até alcançar o portão de entrada da casa do meu vizinho palmeirense. Ele sempre gosta de colocar o assunto futebol em tudo que estamos falando, e dessa vez, não foi diferente. Levei comigo um gravador portátil, para que ele não questionasse minhas anotações, então, com o aparelho no bolso, consegui minha entrevista. Logo que cheguei próximo a ele, perguntei:
_ Boa tarde! Tudo bem hoje?
_ Sim, claro que está tudo bem, não tenho problemas, e você, têm? Pelo jeito não tem problema algum, pra ficar andando por aí durante o dia._ ele me encarou.
_ Não, não tenho. Estou fazendo uma pesquisa sobre os problemas que enfrentamos em janeiro, o senhor poderia me dar um pouco de atenção?_ abri o jogo.
_ Atenção? Como assim? O que você quer?_ ele não gostou da abordagem.
_ Seguinte. Sempre todo mundo está sem dinheiro em janeiro, por causa das viagens e coisa e tal, e o senhor, passou esse mês com dinheiro, ou teve problemas com isso também?
_ Foi o pior mês, você sabe por quê?
_ Viagem?_ arrisquei dizer o óbvio.
_ Não, fim de ano. Presente pra um monte de gente, comilança, carne jogada fora, parente que vem, parente que vai, essa merda toda que você já sabe. O pouco que sobra vai pra IPVA, IPTU, seguro de carro, ALUGUEL, caderno, caneta e lápis pra escola, comida, água, luz, telefone, e mais uma pá de coisa ruim que cai nas nossas costas.
_ Sei como é. Entendo perfeitamente._ concordei.
_ Pra variar um pouco o governo vai subir a gasolina, daí já viu, sobe a gasolina, sobe tudo. Você não concorda comigo?
_ Concordo._ respondi.
_ Concorda nada, você nem está chegando do trabalho agora.
Fiquei quieto. Por alguns segundos só olhei para ele.  
_ Isso é você. Está com esse sorriso desgraçado para o meu lado só porque o seu Corinthians ganhou ontem?_ ele me provocou.
_ Não, não estou com nenhum sorriso desgraçado. Estou de boa.
_ Está querendo debochar do meu verdão? Quer comprar briga comigo?
_ Imagine, eu só precisava conversar com o senhor sobre isso pra ver que eu não estava errado, pois também gastei bastante em dezembro.
_ Você viajou. Você é professor, é vagabundo, por isso tem dinheiro sobrando. Seu anormal._ ele apontou o dedo pra minha cara.
Agradeci e fui embora. Nenhuma enquete pode ser construída a partir de um único entrevistado, mas, ao que tudo indica, com a minha realidade e com a realidade do meu vizinho, posso reconhecer dentro da normalidade que quem não gastou em viagem, gastou ficando em casa mesmo, pois alguém viajou indo pra lá. No fim das contas, a viagem está envolvida no problema novamente, mesmo que seja indiretamente ao gastador. Embora em fevereiro o carnaval acabe de enterrar àqueles que pouparam um pouco até agora, pensando em beber todas nessa festa do álcool, janeiro ainda lidera à lista como o mês mais desfavorável ao dinheiro suado do nosso trabalho. Por fim, janeiro passou, e com ele, as contas mais pesadas do impostômetro residencial.

Fonte da Imagem: facebook.com

sábado, 26 de janeiro de 2013

BEM VINDO ao blog CHICLETE de CARNE MOÍDA

Fonte da Imagem: google.com.br

DOMINGO
o triste é saber que amanhã já é
SEGUNDA-FEIRA

O MENINO e o CROCODILO

 
Charlie Parker aparece brincando com filhote de crocodilo em parque na Austrália (Foto: Reprodução)

 No "Ballarat Wildlife Park", em Melbourne, na Austrália, um garoto de 3 anos chama a atenção por ser o tratador mais novo do parque. De acordo com o jornal “New York Daily”, Charlie Parker adora brincar com pequenos crocodilos, que são os animais favoritos do menino. “Não encorajamos que ele faça isso, mas ele simplesmente ama répteis”, afirmou Greg Parker, pai do garoto e dono do parque de animais exóticos. “Enquanto uns têm medo dessas coisas, outros nem tanto”, concluiu. Bonito, pelo menos até ele ser devorado.

Fonte: G1 - globo.com Planeta Bizarro

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

BEM VINDO ao blog CHICLETE de CARNE MOÍDA

Fonte: facebook.com

SÉRIE: A BARBIE ficou mais HUMANA

Fonte: google.com.br

SÉRIE: E SE FOSSE POBRE?

Fonte: kibeloco.com.br

VIROU NOTÍCIA

'Perdida' por 30 anos, jabuti aparece em caixa de som

 O jabuti se chama Manuela, e nesse caso deve ser chamado de A jabuti; e ela só virou notícia por que ficou perdida. Agora, o que ela comeu e bebeu nesse tempo todo, ninguém sabe. Mentira ou verdade? Vontade de virar notícia ou um milagre da natureza? Vamos analisar a história mal contada que saiu na imprensa. De propriedade da família Almeida, que vive na zona oeste do Rio de Janeiro, a jabuti ficou desaparecida por 30 anos. Como assim? Seu desaparecimento aconteceu dentro da própria casa onde vivia. Difícil de acreditar, mas enfim, vamos em frente. Três décadas após seu suposto sumiço os donos a encontraram em um quarto, dentro de uma caixa de som. O caso foi revelado por uma reportagem do "Fantástico". Virou notícia, como queriam os donos, mas, como pode uma jabuti sobreviver sem comida e sem bebida? No começo deste ano, com a morte do patriarca da família: Leonel Almeida, foi que tudo aconteceu. Conhecido por guardar muitas coisas, ele as acumulava todas em um quarto - no qual estava perdida Manuela, a jabuti. ''Tudo que ele achasse que dava para consertar na rua, ele pegava. Se achasse uma televisão velha, pensava que no futuro poderia usar alguma peça para consertar uma nova e, assim, foi acumulando as coisas”, explicou ao "Fantástico" a filha Lenita de Almeida. Após a morte do homem, o filho Leandro ficou responsável por juntar as 'tralhas' do pai e colocá-las para o caminhão do lixo levar. Isso que é amor nas coisas que o homem demorou a vida pra juntar, enfim. Enquanto fazia isso foi alertado por um vizinho que a jabuti estava dentro de um dos sacos de lixo, recém-saído de uma caixa de som velha. Três décadas após seu 'sumiço', Manuela voltou a ser o mascote da casa, agora conhecendo também as novas gerações dos Almeida. A família garante que não há possibilidade alguma de um jabuti qualquer ter sido colocado no quarto por vizinhos e que, sim, essa é Manuela, a mesma de 30 anos atrás. Bom, como não sabiam que ela estava dentro da caixa de som, isso prova que ninguém a colocou lá dentro, a não ser que o velho Leonel também tivesse problema de memória, mas enfim. Se ela entrou sozinha na caixa de som, como não conseguiu sair sozinha?

Muito bem, e quem prova que o velho Leonel não alimentava a jabuti? Outra, como alguém não escutou alguma coisa dentro da caixa de som por 30 anos, mesmo com o aparelho desligado? Ou a rua onde morava Leonel é muito barulhenta, ou o velho estava totalmente surdo. Por fim o homem morreu, a jabuti que não come e não bebe água apareceu do seu exílio depois de 30 anos, as coisas do pai viraram lixo, e a jabuti vai poder ''conhecer'' a nova geração da família.

Fonte:  http://br.noticias.yahoo.com/-perdida--por-30-anos--jabuti-aparece-em-caixa-de-som-202046845.html

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

BEM VINDO ao blog CHICLETE de CARNE MOÍDA

Fonte: google.com

VIROU NOTÍCIA

Empresário é multado em R$ 3.200 por falar palavrões em frente à escola

Um empresário de 39 anos residente de Cheshire, na Inglaterra, foi multado em R$ 3.200 após disparar uma sequência de palavrões em frente a uma classe de crianças de 6 anos, entre todos os palavrões ele chamou o policial de ''porco''. O homem ficou irritado após ter sido parado por infringir o limite de velocidade da via, de acordo com o jornal “Daily Mail”. Andrew Priest foi parado por um agente de trânsito comunitário ao ultrapassar o limite de 50 Km/h em uma área escolar, e parou o carro de luxo para discutir com oficial. Dentro de um carro de luxo, o homem afirmou que aquilo era “uma piada”, já que o agente não era “propriamente um policial porco”, e contestou a precisão do equipamento usado para medir a velocidade.

Empresário chamou policiais de 'porcos' e disse que ser parado por correr era 'uma piada'' (Foto: Reprodução/Daily Mail)

Após desferir diversos palavrões e perguntar se “essa porcaria que eles ensinavam às crianças”, o homem disse que ganhava muito bem e que poderia pagar uma multa de R$ 180 por excesso de velocidade. Ainda colocou banca de rico. De acordo com representantes da escola, as crianças ficaram assustadas com o comportamento do homem, e foram informadas que o “moço teve um dia ruim”. O caso chegou aos tribunais e Andrew foi condenado a pagar uma multa de R$ 3.200 por excesso de velocidade, além de mais R$ 3.200 pelo comportamento agressivo.
Isso não ocorre no Brasil, primeiro, chamar alguém de ''porco'', pode ser encarado no mínimo como um apelido palmeirense. Segundo, crianças de 6 anos ficaram assustadas ao ver um homem chamar um policial de porco e disparar outros palavrões na sequência? Incrível, no Brasil uma criança de 6 anos jamais chamaria alguém de porco, até porque elas devem considerar essa palavra leve demais pra ofender alguém, palavra essa chamada pelos ingleses de ''palavrão''. E tem outra, que tipo de criança é essa que fica assustada com o comportamento agressivo de um adulto? As crianças que conheço no Brasil iam achar o máximo ver uma cena assim, contanto que não acontecesse com elas; e olha que estou falando de crianças de 5 anos. Por fim, multaram o cara por uma série de motivos que acima estão listados e não somente porque ele xingou os policiais. Ao final de tudo isso, o riquinho saiu rindo na foto.

Fonte: planeta bizarro - G1 Globo.com

SÉRIE: E SE FOSSE POBRE?

Fonte: kibeloco.com.br

SÉRIE: A BARBIE ficou mais HUMANA

Fonte: google.com

ESTATÍSTICAS BAIXAS no TRÂNSITO


Uma coisa eu digo sem sombra de dúvida, ocorrem pouquíssimos acidentes nas rodovias do Brasil, quando observamos a forma como os motoristas se comportam nas estradas. De fato, as estatísticas são muito baixas devido a imprudência que encontramos em todos os cantos coberto pelo asfalto.
Ao sair de férias em dezembro de 2012, parei no semáforo, pois o mesmo estava vermelho, e um ser humano ao volante de um veículo automotor bateu na porta do meu carro. Ao receber a pancada, liguei o pisca alerta e desci pra decidir o que seria feito a partir de então. O cretino acelerou o veículo dele e foi embora.


Ao sair dali, observei vários carros com portas amassadas, para-choque avariado, capô torto; todos se movimentando pelas ruas. Ou seja, esses não entram nas estatísticas.


Ao andar pela rodovia presenciei automóveis ultrapassando pelo acostamento, com um detalhe, dos dois lados da pista, inclusive na contramão; carro buzinando pra outro carro quebrado na pista, incluindo o detalhe do triângulo sinalizando perigo no lugar; motorista ao volante xingando pedestres que atravessavam na faixa; e acidentes, muitos acidentes. Caminhão tombado na lateral da pista e motoqueiro sangrando no chão se tornou a coisa mais comum de encontrar numa viagem de curta distância.


Ao vencer 500 quilômetros de estrada presenciei dois acidentes reais, com vítimas, 15 acidentes sem vítimas e 180 possíveis casos de acidentes, que não aconteceram por um motivo em dois. Primeiro, ou os motoristas envolvidos não estavam bêbados, drogados e dormindo ao volante, ou ainda, talvez estivessem com alguns desses sintomas e foi por isso que conseguiram evitar tais colisões. Vai saber.

Fotos: Paranavai on line / google.com

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

BEM VINDO ao blog CHICLETE de CARNE MOÍDA

Fonte: google.com.br

As férias acabaram, é tempo de trabalhar.

SÉRIE: A BARBIE ficou mais HUMANA

Fonte: google.com.br

Até que enfim, desde que nasci ouço falar nessa boneca. Um dia pensei: ''será que ela nunca vai envelhecer?'' Pronto, ta aí.

A PIOR FOTO de CASAMENTO de TODOS os TEMPOS

Fonte: google.com.br

Como é que alguém deixa esse bebê sair na foto todo despenteado? Isso é um absurdo.

SÉRIE: A BARBIE ficou mais HUMANA

Fonte: google.com.br

AS PIORES FOTOS de CASAMENTO - janeiro de 2013







Fonte: google.com.br

Se bem que... Quando os filhos estiverem vendo o álbum daqui algum tempo irão achar no mínimo engraçado

EU VOLTEI, ''grande coisa'', disse meu vizinho


Depois de andar por mares sempre antes navegados, estou de volta. Nesse período que caminhei pelo mundo fora do computador encontrei coisas que nem sempre podem ser ditas ou escritas. Sabe aquele ditado: ''pra inglês ver'', então, esse ditado não têm nada a ver com o que ocorreu nessa minha ausência fora do blog. Nem sei por qual motivo escrevi isso aqui, enfim, desnecessário. Voltando ao que menos interessa, se a verdade da volta é como dizia Zezé, o Di Camargo, que ''cada volta é um recomeço'', é tempo de recomeçar. Por tal motivo, recomecemos. Lembrando que 2013 vai ser ímpar. Abraços a todos que frequentam esse ambiente virtual, tanto para criticar, como para... Não criticar (não encontrei uma palavra melhor nesse instante), e que tudo ocorra da melhor forma possível sempre. Desta forma, seguimos em frente.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

ESTOU voltando

Fonte: google.com.br

Estou indo pra casa... Logo estarei ao relento novamente.

deu ZEBRA

Fonte: google.com.br

FÉRIAS para quem está de FÉRIAS

Fonte: google.com.br

PASSEIO em família, ou não...

FÉRIAS para FERIADOS

Fonte: google.com.br

Sabe àquele negócio do parece mais não é? Então.